Bilheteria on-line

Voltar a História

A corte dos Reis Valois nos séculos XV e XVI

FEITOS MARCANTES DA DINASTIA DOS VALOIS

Incorporação da Bretanha à Coroa Francesa (1532)

Le Siège de la Cour Royale aux XVe. et XVIe. siècles

Ducado independente, a Bretanha representava uma ameaça para o equilíbrio ainda frágil do reino do jovem Charles VIII. A morte do duque François II de Bretanha deu início a uma disputa entre Charles VIII e o imperador Maximiliano da Áustria pela mão da herdeira do ducado, Ana de Bretanha. Após intensas negociações diplomáticas, o rei da França casou-se com Ana de Bretanha em 1491. Em um primeiro momento, a Bretanha estabeleceu uma união pessoal com o reino. Em 1498, ano do falecimento de Charles VIII, o casal real não tinha herdeiros vivos. Para honrar o contrato de casamento que havia sido negociado, Ana de Bretanha ( † 1514) casou-se com seu primo Luís XII, novo rei da França.

François I, sucessor de Luís XII ( † 1515), passou a ter o usufruto do ducado, por direito de sua mulher Claude de France ( † 1524), filha de Luís XII e Ana de Bretanha, e de seus filhos François e Henrique. O rei envolveu-se cada vez mais nos negócios e na administração do ducado. Quando o "duque-delfim" François atingiu a maioridade em 1532, os estados do ducado acataram o pedido de François I e regularizaram o testamento de Claude em favor de seu filho François. A aceitação da incorporação definitiva da Bretanha ao reino foi condicionada ao respeito dos privilégios do ducado. O edito de união foi assinado em 13 de agosto de 1532, em Nantes.

 
1 2 3 4 5 6 7 8 9

Facebook Tripadvisor Twitter Instagram Google +